PESQUISE A BIBLIOTECA DO NOTICIÁRIO-EVANGÉLICO

Tuesday, December 28, 2010

Cristianismo na Alemanha: desilusão ou esperança?


Cristianismo na Alemanha: desilusão ou esperança?

Matias Heidmann e Gutierres Siqueira
 
O livro Schluss mit Lustig (Chega de diversão), do apresentador de televisão Peter Hahne, foi o “bestseller do ano” da lista dos livros de não-ficção mais vendidos da revista alemã Der Spiegel em 2005. A obra vendeu oitocentos mil exemplares na Alemanha. Ao invés de tratar temas como autoajuda, crise econômica ou outros, que tanto fazem sucesso em terras brasileiras, esse livro é uma crítica à alienação da sociedade alemã (“Spassgesellschaft”, isto é, a sociedade de entretenimento) de uma perspectiva cristã conservadora.
Peter Hahne não é apenas uma das estrelas da TV aberta alemã, moderando programas de cunho jornalístico, mas também um bem-sucedido escritor de livros que fazem apologia ao cristianismo bíblico. Hahne é luterano praticante e membro do conselho da “Evangelische Landeskirche” (igreja protestante alemã estatal, formada por igrejas luteranas e reformadas). Ele já vendeu mais de seis milhões de seus diversos livros e ainda é colunista do principal jornal popular da Alemanha, o Bild am Sonntag, na sua edição de domingo. Um dos seus artigos dominicais trouxe como título “A Bíblia é mais emocionante que um romance policial”. Segundo a Der Spiegel, “as pessoas leem Hahne, pois não entendem Ratzinger”.
O economista-chefe do Deutsche Bank, o maior banco da Alemanha, Dr. Norbert Walter, católico praticante, exortou os alemães a seguirem uma ética e moral bíblica em suas vidas. “Devemos orar e trabalhar”, diz em desafio aos cristãos.  “A igreja representa apenas um cristianismo de cereal matutino e deveria voltar à prática do cristianismo bíblico”, disse o economista. O discurso pode ser visto na Katholische Nachrichten. Em um debate de televisão com a bispa luterana Margot Kässmann, foi o Dr. Norbert Walter que fez menção da importância da Bíblia para construção de uma sociedade sadia, cuja base é a família.
Em recente discurso perante a União Democrata-Cristã (Christlich-Demokratische Union, CDU), a chanceler Angela Merkel, filha de um pastor luterano na antiga República Democrática da Alemanha, falou aos membros do seu partido político: “Não temos muito Islã na Alemanha, temos pouco cristianismo. Temos poucas discussões sobre a visão cristã da humanidade”. Merkel ainda defendeu a liberdade religiosa como um valor universal, destacando que a Alemanha está inserida numa tradição judaico-cristã. Seu discurso foi acompanhado por aplausos entusiasmados.
A voz profética desses profissionais destacados, cristãos convictos, é ouvida na Alemanha por meio de publicações, congressos e dos meios de comunicação. Mas em um país onde até um jornal secular lamenta que o evangelho somente é pregado quando o “Weihnachts-Oratorium” (Oratório de Natal) de Johann Sebastian Bach é cantado, devemos perguntar: Qual é o papel da igreja evangélica na proclamação das verdades bíblicas na terra da Reforma Protestante?
A Alemanha é um país onde aproximadamente 85% da população considera-se cristã. Muitos são membros da “Evangelische Kirche” e da “Katholische Kirche” (igreja católica alemã). Ambas são estatais, sendo que pastores e padres são funcionários públicos e os cursos teológicos protestantes e católicos são oferecidos pelas grandes universidades alemãs. A forma de cristianismo é predominantemente nominal, com exceção de algumas iniciativas conservadoras, como o movimento pietista dentro das igrejas luteranas no sul do país. Entre as igrejas estatais há grupos que colocaram no estatuto de suas igrejas que querem pastores convertidos para a direção da comunidade. Ambas as igrejas lamentam o crescente número de pedidos de desligamento dos seus membros. Apesar de muitos professarem o cristianismo, esses mesmos acham que a igreja não é relevante. É a privatização da fé, resguardada na individualidade, sem manifestação social. Uma vez desligados da igreja, o ex-membro fica isento do imposto da igreja (“Kirchensteuer”).
Pouco notadas ainda pela população são as igrejas de denominações independentes, como Batistas, Pentecostais, Metodistas e Evangélicas Livres. É difícil fazer uma estimativa de quantos membros ativos essas igrejas possuem. Estima-se que aproximadamente 2,5 milhões de pessoas na Alemanha consideram-se “evangelicais” (“Evanglikale”), sendo membros das denominações acima mencionadas ou de outros grupos independentes. Também é difícil mencionar o que cada grupo crê e faz. Destacamos então três grupos distintos:
• Igrejas russo-alemãs (“Russlanddeutsche Christen”, “Evangeliumsbaptisten”)
• Igrejas carismáticas e pentecostais
• Uma igreja independente/reformada em Hamburgo
Igrejas russo-alemãs (“Russlanddeutsche Christen”)
Quando a ditadura socialista no bloco leste europeu foi derrubada no final dos anos 1980, as fronteiras foram abertas e muitos emigraram para a Europa Ocidental. A Alemanha tem, desde então, recebido aproximadamente trezentos a quatrocentos mil cristãos “evangelicais” da antiga União Soviética. Muitos são descendentes de alemães e são chamados de “cristãos do Evangelho” (“Evangeliumschristen”) ou “batistas emigrantes” (“Aussiedlerbaptisten”), um termo, porém, bastante equivocado. Formaram igrejas independentes, no início culturalmente fechadas e bastante legalistas. Os grupos também são fechados em relação a igrejas denominacionais, estatais e principalmente pentecostais.
Aos poucos, a nova geração que cresceu na Alemanha foi tomando conta dessas igrejas e hoje muitas se destacam por um forte crescimento e ênfase no ensino bíblico. A maioria das igrejas mencionadas é conduzida por um corpo de presbíteros. Quase não há obreiros que são sustentados pelas igrejas, pois a maioria dos dirigentes são profissionais liberais. Impressionante é a formação teológica dos mesmos, que se dá em seminários noturnos ou nos finais de semana. Alguns dos pregadores leigos são bons conhecedores do grego e do hebraico.
Igrejas carismáticas e pentecostais
As igrejas pentecostais e carismáticas estão crescendo na Alemanha. Estão tomando o lugar de denominações mais tradicionais. Com seu culto mais espontâneo, música moderna e pregadores que falam a linguagem do povo, eles atraem principalmente jovens. Também muitos imigrantes cristãos da África e Ásia são pentecostais, contribuindo para o crescimento dessas igrejas.
A “Glaubensgemeinde” (Igreja da Fé) em Stuttgart, liderada por Peter Wenz, possui quatro mil frequentadores por fim de semana, sendo a primeira mega-igreja na secularizada Alemanha. Outras igrejas carismáticas de destaque são a “Elim” em Hamburgo, o “Christuszentrum” em Frankfurt e o “Missionwerk” em Karlsruhe. Também a denominação batista tem uma forte representação carismática ao lado das linhas tradicional e liberal.
Enquanto isso, na distante Nigéria, o incansável evangelista alemão Reinhard Bonnke prega o evangelho para uma audiência de um milhão de pessoas. “Africa shall be saved!” (“a África será salva”), diz o evangelista, falando inglês com forte sotaque alemão. Os cristãos africanos amam Reinhard Bonnke. Ele prega uma mensagem pentecostal clássica. Bonnke é considerado o Billy Graham alemão. Na África é conhecido pessoal de muitos líderes de nações e trabalha com as diversas denominações cristãs. Apesar de ter sua base em Frankfurt, Bonnke é conhecido e respeitado somente entre os carismáticos de sua própria nação.
Em meados dos anos 1990, Bonnke escreveu um pequeno livro evangelístico chamado Vom Minus zum Plus (Do menos para o mais) e enviou pelo correio a todos os lares na Alemanha. Esperava-se que muitos dos que receberam o livro procurariam uma igreja parceira do projeto. Infelizmente, o evento bem-intencionado foi pouco notado pelos alemães, que devem ter confundido o livro com a propaganda de uma seita e jogado diretamente no lixo.
Evangelizando na Alemanha
Mas cruzadas evangelísticas, como as de Bonnke na África, não são bem sucedidas na Alemanha. Acabam sendo frequentadas somente pelos crentes. Por esse motivo, o potencial da evangelização está na igreja local e na sua atuação. Enquanto que muitas igrejas preocupam-se em manter a tradição de seus cultos e cultivar a vida restrita na igreja, outras procuram formas novas e contextualizadas para alcançar o povo alemão.
Casas de chá cristãs, discotecas cristãs, worship nights (noites de louvor), comunidades alternativas para punks e metaleiros são algumas das variantes. As iniciativas são bem intencionadas, porém, no fervor evangelístico, o discipulado é negligenciado. Solteiros e jovens são atraídos por essas iniciativas, mas para garantir um futuro crescimento e a vida cristã de qualidade é necessário que os interessados sejam devidamente instruídos na doutrina básica da fé cristã.
Igrejas Luteranas, quando lideradas por pastores bíblicos conservadores, são um ótimo meio de alcançar a população, já que a igreja luterana faz parte da cultura alemã. Mas, infelizmente, são poucas as igrejas luteranas com pastores verdadeiramente convertidos.
À procura de modelos de igreja
Enquanto que o modelo de igreja em células do coreano Yonggi Cho era muito propagado nos anos 1980 como segredo para o crescimento da igreja, já nos anos 1990 uma onda de modelos americanos foi implantada pelas igrejas evangélicas independentes, desesperadas para alcançar maior impacto e significância na sociedade, onde ainda eram consideradas seitas fundamentalistas. Os modelos Willow Creek (Bill Hybels) e Saddleback (Rick Warren) foram copiados principalmente por igrejas batistas, algumas carismáticas e até algumas comunidades luteranas. Enquanto isso, pentecostais estavam fascinados com a tal benção de Toronto e o avivamento de Pensacola (Florida), perdendo o foco evangelístico em nome de um aparente modelo de avivamento bizarro, produzido por homens.
Uma igreja independente/reformada em Hamburgo
Infelizmente, os modelos importados não deram certo. Ao contrário, os modelos levaram a frustração e muitos líderes estavam no final totalmente esgotados. Hoje, muitas igrejas que sobreviveram as “ondas” estão buscando maneiras mais bíblicas para edificação da comunidade.
Enquanto que nos anos 1990 a maioria dos pentecostais estava sendo atraídos pelos novos (e bizarros) fenômenos norte-americanos, uma igreja pentecostal na cidade de Hamburgo começou a trilhar um caminho bem diferente. O pastor Wolfgang Wegert, reconhecido ministro pentecostal com pregação direta e cristocêntrica, teve uma crise profunda e estava a ponto de desistir do ministério tão bem sucedido. A sua igreja, Arche (a Arca) é uma das igrejas que mais crescem na secularizada cidade de Hamburgo. Mas a crise foi teológica, pois Wegert não quis entregar-se a esses movimentos que vem e vão. Ele queria ver uma mudança real e contínua na igreja, além de uma igreja forte na doutrina e no poder do Espírito Santo. Nesse momento de crise foi levado a ler o livro O Spurgeon esquecido, de Iain Murray (PES). Descobriu então não mais um modelo de igreja, mas uma parte da teologia que não conhecera antes. Um pastor pentecostal abraçou o calvinismo. Na igreja não aconteceram mudanças de liturgia ou estrutura, mas a pregação tornou-se reformada em seu conteúdo. Hoje a igreja faz contatos com calvinistas nos Estados Unidos, já que a fé reformada é pouco presente nas denominações evangélicas na Alemanha. Uma interessante entrevista com os Wegerts pode ser assistida em inglês no Youtube.
Quinze anos depois, a Arche é uma igreja reformada livre, bem estruturada, abrigando um campus do seminário reformado Martin Bucer Seminar, crescendo em número e usando a televisão como meio de propagar o evangelho e com trabalhos de ajuda humanitária em diversas nações do mundo, incluindo Brasil e Índia.
No final de 2010, Wolfgang Wegert passou a direção da igreja para o seu filho Christian Wegert, engenheiro por profissão e pastor por vocação, como seu pai. Christian foi formado pelo Pastors College da Sovereign Grace Ministries, em Gaithersburg, Maryland (EUA), e tem o desafio de consolidar o curso reformado da igreja e levar a mensagem da livre graça de Deus além das fronteiras da igreja.
Conclusão
A igreja na Alemanha ainda está viva. Diversas inciativas, mesmo que em estágio imaturo, são ferramentas que Deus está usando para alcançar a população. Profissionais destacados como Peter Hahne e Norbert Walter, mencionados no começo, são apenas dois exemplos de cristãos que têm acesso aos lares alemães. Há muitos políticos, artistas e cientistas que confessam publicamente o cristianismo bíblico.
O exemplo da igreja Arche serve para mostrar que os alemães estão famintos para receber a boa semente do evangelho. O problema é que a igreja alemã, pensando que tinha que adaptar sua mensagem ao Zeitgeist deixou de ser relevante. A Arche é uma prova que quando a igreja prega a Bíblia e suas verdades centrais torna-se uma igreja relevante. Que Deus conceda um avivamento verdadeiro e que muitos alemães encontrem novamente o caminho da vida.

COMENTÁRIO BÍBLICO:
Vou direto ao que realmente interessa: A Alemanha de Lutero abraçou a Bíblia Sagrada como única regra de fé e conduta e honraram o nome que receberam: "protestantes". Protestavam  contra tudo que era contrário às Escrituras Sagradas. Já a Alemanha do século 21 abraçou o ecumenismo e afundou na apostasia, como o restante das religiões e seitas mundiais. As igrejas "protestantes" alemãs sucumbiram juntamente com suas colegas do mundo inteiro no ano de 1994, quando aderiram ao movimento carismático, que prega a falsa doutrina de que todos buscam ao mesmo "Deus". Todos buscam a um "deus", mas não ao "Deus" descrito pelas Escrituras Sagradas. Só busca ao verdadeiro Deus aquele que examina, crê e pratica a fé em Jesus conforme "diz as Escrituras". Nesse enfoque, o movimento ecumênico está tecendo uma grande teia de falsas religiões, que abraçarão, em breve, ao anticristo, por pura falta de entendimento bíblico. Se realmente cressem nas Escrituras não integrariam, não apoiariam  e não contribuiriam para a formação do falso sistema religioso mundial descrito em Apocalipse 17 e 18, que congrega todas as seitas mundiais.
Igrejas apóstatas integram o falso sistema religioso mundial e congregam seitas
Por isso estão -na verdade- construindo a grande babilônia religiosa, o falso sistema religioso mundial, o conjunto de "seitas" que se dizem cristãs mas mentem e enganam, não são dirigidas pelo Espírito Santo de Deus, mas pelo papa e serão levadas a aclamar o maior líder religioso "deste século": o anticristo. Eles -ecumênicos- são a personificação do quadro profético de Apocalipse 17, onde a mulher de vermelho vestida do sangue dos apóstolos segura em suas mão as rédeas do falso sistema religioso mundial apóstata que ela mesma domina e conduz à perdição.
A operação do erro reunindo seitas e falsas religiões
O sistema religioso falso ainda não entendeu que Deus não está com eles nem com o seu ecumenismo. Não entendem que Deus permitiu a operação do erro fazer prosperar o ecumenismo como ferramenta aglutinadora de seitas e falsas religiões, cujo propósito é arrebanhar num imenso fardo todas elas para serem lançadas no inferno da Grande tribulação.Enquanto o ecumenismo e a apostasia aglutinam as igrejas e religiões reprovadas por Deus, a Palavra e o Espírito Santo aperfeiçoam aqueles que compõem a Igreja Noiva de Cristo, que serão arrebatados para o Reino Celestial. Enquanto a Igreja Noiva sobe para a Glória, as falsas são deixadas para a Grande Tribulação. E, assim, a Grande Tribulação será um último remédio, amargo, porém curativo, pois destruirá a extinguirá da face da terra todas as falsas religiões. Ao fim de seus sete anos, a Grande Tribulação cumprirá seu propósito divino: desmascarará o diabo e as falsas religiões, deixando claro à humanidade que a Bíblia Sagrada é a Palavra de Deus, digna de toda honra e obediência, e Jesus Cristo o único Deus e Salvador, o Verbo que estava no trono e era Deus e se fez carne e habitou entre nós.
Alerta bíblico contra o ecumenismo e o falso sistema religioso mundial
Por isso sempre alertamos: Sai dela povo meu. Vai aqui o alerta bíblico: Saiam do falso sistema religioso mundial enquanto podem. Sejam  novamente protestantes contra todo o erro e praticantes da justiça e da verdade contidos na Palavra e Deus vos receberá. Não se enganem com falsos discursos ecumênicos. A apostasia está aí para todas as igrejas, sem exceção, que não colocam a Palavra de Deus acima de todas as coisas. Tomaram a direção das igrejas das mãos do Espírito Santo e a entregaram a falsos mestres, que as conduzem segundo suas próprias concupiscências.  Por isso só haverá esperança para aqueles que "acordarem" do sono da morte causado pelo ecumenismo e retornarem ao cristianismo bíblico praticado pela igreja primitiva. Desperta tu que dormes, e Cristo te esclarecerá. 
Quem tem ouvidos para ouvir, ouça o que o Espírito diz às igrejas. 
Pr. Wagner Cipriano


LEIA TAMBÉM:

1 abr. 2008 ... O ecumenismo se identifica com os propósitos de globalização da ONU, na medida em que foi idealizado para suplantar as diferenças entre ...
culturaevangelica.blogspot.com


4 out. 2010 ... Ecumenismo, Apostasia e Ignorância. Quando aconteceu o Primeiro Parlamento das Religiões em Chicago (1893), um hindu de 30 anos de idade, ...
biblioteca-evangelica.blogspot.com
biblioteca-evangelica.blogspot.com/2010/10/ecumenismo-apostasia-e-ignorancia.html

3 set. 2010 ... O ecumenismo que se busca hoje, ao contrário, promove uma união com base no que poderíamos chamar de “menor denominador comum” (usando ...
biblioteca-evangelica.blogspot.com/2010/09/quais-os-rumos-do-ecumenismo.html
2 jul. 2008 ... Com o advento do ecumenismo, a grande meretriz deu o golpe final, trazendo de volta sua filhas. Agora caminha para sua coroação como “rainha ...
culturaevangelica.blogspot.com
Quanto ao ecumenismo, já sabemos que é uma ferramenta permitida por Deus para arrebanhar em um grande fardo todos os apóstatas que "se dizem judeus(= ...
expressaoevangelica.blogspot.com

NOTICIÁRIO EVANGÉLICO no Twitter Visite, conheça e acompanhe o Buzz da Cultura Evangélica e Coloque-o no seus Favoritos - Esperamos você Visite: Mensagens Bíblicas do Livro de Apocalipse, Notíciário Gospel, Bíblias Eletrônicas Free, Estudos Bíblicos

10+ do Mês no Noticiário Evangélico

Posts Comentados Evangélicos no Mundo Israel Igreja Perseguida evangelização Nacionais Pastores Homossexualismo Evangelho no Mundo Testemunhos Boletim de Ocorrências Evangelismo Islamismo Lançamentos Fim dos Tempos intolerância religiosa contribuição evangélica Fim do Mundo Conflito árabe-israelense Oriente Médio Tempo do Fim muçulmanos Apocalipse Desempenho Evangélico leis apostasia Notícias de Israel Islã Fim dos Dias Eventos anticristo homofobia UniãoNet Bancada Evangelica Homofobia X Liberdade de Expressão TRIBUNAIS Política Fim da Igreja Convertidos Conversões Crimes Heresias Tragédias Arrebatamento Ciência Falsas Doutrinas Falsas Religiões Lei Anti-Homofobia sinais dos tempos Arqueologia Ateísmo Filme Grande Tribulação Ciência e Tecnologia Gospel Music Tribulação Direito de Israel ecumenismo Catolicismo PLC 122/06 Acidentes Degradação Moral Restauração de Israel conversão Bíblia X Apostasia Alerta Bíblico Doutrina ICAR IURD Jerusalém Perversão das Leis Casamento Desvarios das Leis Kit Gay Abominações Governo Mundial ONU Terrorismo Discriminação Educação Sexual Gogue e Magogue Ocorrências Polícia Satanismo anticristos Arca de Noé Drogas Política e Religião Seitas Teologia da Prosperidade Comentários Bíblicos Evangelização em Israel Filme Evangélico Livro fé evangélica Bíblia Cartilha Homossexualizante Criacionismo Fanatismo Religioso Sexo Crise Financeira Desvio de Comportamento Ensino Religioso nas Escolas Mídias Homossexualizantes cultura evangélica curiosidades Justiça dos homens X Justiça de Deus Política versus Evangelho SEMANÁRIO EVANGÉLICOS NO MUNDO Sociedade Bíblica do Brasil - SBB Vaticano meditação bíblica 2012 Antisemitismo Doença Espiritual Ferramentas do Evangelho Kit Promiscuidade Liberdade Religiosa Liberdade da Crença Microchips Nova Ordem Mundial Pastortos Pecado Pornografia STF Santificação religiões unidas Alerta Evangélico Direitos Humanos GLS Pedofilia Profecias Maias ecumênico rainha das religiões Ambiente Idolatria Maçonaria Mordaça Gay Novidades da Informatica Terremotos Tribunais de Inquisição Acordo de Paz Arrependimento Bíblia na China Edificação Espiritual Exportando fé GLBT Habeas Corpus Lutero Nova Era ORU Operação do Erro Processo de Paz Protestante Protestantismo Qumran Softwares evangélicos curiosidades bíblicas restauração sentença divina Abaixo Assinado Agentes do Engano Arca da Aliança Arrebatômetro Calendário Judaico Disciplinando os Filhos Divórcio Evangélicos X Carnaval Judeus Messiânicos Ocultismo: Invasão Silenciosa Programa Brasil sem Homofobia Queda Espiritual Símbolos Pagãos Virgindade besta bússola dourada obra de Deus AH1N1 Adoção Anjo Caído Castidade Deísmo Diabo ECA Megaterremoto PNDH3 Pestes Prêmio Nobel da Paz STJ apóstolos
There was an error in this gadget