PESQUISE A BIBLIOTECA DO NOTICIÁRIO-EVANGÉLICO

Wednesday, January 22, 2014

UNESCO suspende exposição sobre o povo judeu após intervenção de países árabes

A UNESCO reabre uma discussão histórica ao suspender a exposição "Povo, Livro, Terra: A relação de 3.500 anos do povo judeu com a Terra Santa", que relata os direitos históricos de Israel sobre seu território. 

O diferencial da questão foi a pressão exercida sobre o órgão a partir de países árabes. 

Pela primeira vez a UNESCO cede a tais tipos de pressão, o que deu causa à indignação do povo israelense. O impasse criado reabre uma discussão antiga: o direito de Israel sobre a Terra Santa.
postagem comentada


A decisão da Unesco de cancelar uma exposição sobre a relação do povo judeu com a Terra Santa, após criticas de 22 países árabes, gerou protestos em Israel e nos Estados Unidos.

De acordo com uma carta enviada pela diretora da instituição, Irina Bokova, aos organizadores do Centro Simon Wiesenthal, a razão do cancelamento da exposição que deveria ser aberta nesta segunda-feira em Paris é o "profundo compromisso da Unesco com o processo de paz".

"Temos a obrigação de garantir que os esforços atuais não sejam colocados em risco", afirmou Bokova, em referência às negociações de paz entre israelenses e palestinos, mediadas pelo secretário de Estado americano, John Kerry.
Bokova cancelou a mostra após as criticas dos países árabes membros da Unesco. A diretora diz que busca consenso e declarou "não ter outra alternativa" exceto levar as observações do grupo árabe em consideração.
A exposição, intitulada "Povo, Livro, Terra: A relação de 3.500 anos do povo judeu com a Terra Santa", desperta a polêmica sobre a questão dos direitos históricos do povo judeu na região onde hoje se encontram o Estado de Israel e os Territórios Palestinos ocupados.
A mostra teria 30 painéis ilustrando a longa história dos judeus com a Terra Santa, dos dias do patriarca Abraão aos dias atuais, mostrando Israel como uma potência tecnológica.
Israel
O primeiro ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, protestou contra o cancelamento da exposição em Paris.
"A explicação dada foi que a exposição iria prejudicar as negociações. A exposição não prejudicaria as negociações. Negociações são baseadas em fatos e na verdade, que nunca são prejudiciais", declarou o premiê.
"Mas o que sim prejudica as negociações é a convocação automática de embaixadores israelenses em certos países, por temas sem substância, enquanto violações significativas por parte da Autoridade Palestina passam sem qualquer reação", acrescentou Netanyahu, em referência à convocação feita por diversos países europeus para protestar contra a ampliação dos assentamentos israelenses nos Territórios Palestinos ocupados.
O Centro Wiesenthal declarou estar "indignado" com a decisão de Bokova e resolveu iniciar uma campanha contra o cancelamento da exposição.
O embaixador de Israel na Unesco, Nimrod Barkan, expressou-se em termos ainda mais duros e disse que "o pretexto para cancelar a exposição é malicioso e tolo e essa medida é inaceitável".
EUA
O governo americano também protestou contra o cancelamento e manifestou "preocupação" com a medida tomada pela Unesco. Fontes oficiais americanas afirmaram que os Estados Unidos irão "agir para que a exposição seja aberta o quanto antes".
A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Samantha Power, também condenou a decisão e afirmou que a Unesco "supostamente deve incentivar o diálogo".
Esta não é a primeira vez que o conflito israelense-palestino desperta polêmicas ligadas à UNESCO.
Em outubro de 2011 a Unesco aceitou a Palestina como membro pleno da organização e foi a primeira agencia internacional a conceder tal status ao Estado Palestino desde que o presidente Mahmoud Abbas entrou com o pedido de reconhecimento junto à Assembleia Geral da ONU, em setembro do mesmo ano.
A aceitação da Palestina gerou protestos de Israel e dos Estados Unidos, que afirmaram que a "medida unilateral iria prejudicar o processo de paz".
Naquela época os Estados Unidos chegaram a suspender o financiamento à Unesco, em protesto contra a aceitação da Palestina.

COMENTÁRIO BÍBLICO: O "direito de Israel" não é uma questão que dependa de discussões ou decisões de povos e governos. A questão do direito de Israel sobre a Terra Santa é de "direito bíblico" e quem garante é o próprio Deus. Essa questão é uma das maiores referências bíblicas ao fim dos tempos. Israel será questionado e pressionado de todos os lados, seu direito desprezado e, por fim, sua terra invadida pelos povos árabe-palestinos. A Bíblia descreve uma tentativa internacional de "erradicar" Israel do mapa do Oriente Médio. O que o mundo verá, contudo, será a poderosa mão de Deus que, no momento oportuno, defenderá Israel e tornará patente, aos olhos do mundo, o direito bíblico de Israel. Afinal, foi Deus quem deu a Terra Santa, a Canaã bíblica, a Israel. E, assim, o mundo inteiro verá que Deus não somente existe, como é defensor de Israel. E Deus fará tudo isso apesar de o terem negado, rejeitado e crucificado, não reconhecendo que Jeová estava em Jesus Cristo reconciliando o mundo consigo mesmo, começando por Israel. Quando chegar o tempo da restauração de Israel, tudo isso acontecerá, e Israel se converterá aos pés de Jesus Cristo, a quem seus antepassados crucificaram. - Pr. Wagner Cipriano

SAIBA MAIS LENDO:

28 abr. 2011 ... Mais prudente tem sido o governo americano, reconhecendo o direito de Israel ao território que ocupa. (Excerto do comentário bíblico inserido ...
culturaevangelica.blogspot.com

29 abr. 2011 ... Com o rápido aproximar do tropel dos cavaleiros de apocalipse, torna-se, a cada dia, mais urgente e necessária uma maior compreensão ...
expressaoevangelica.blogspot.com

20 dez. 2010 ... Parecem querer ignorar o direito bíblico do povo de Israel. Mas os Estados Unidos (EUA) foram mais sábios quando escolheram chamar um ...
wagnercipriano.blogspot.com

4 dez. 2010 ... Israel não é questão política, é questão bíblica e de "direitodivino". Israel é o único país do mundo estabelecido por Deus e com direito...
wagnercipriano.blogspot.com

22 out. 2012 ... Parecem querer ignorar o direito bíblico do povo deIsrael. ... as nações que desrespeitarem o direito de Israelna posse da Terra Prometida.
wagnercipriano.blogspot.com

29 ago. 2013 ... Israel é ameaçado no cenário de Gogue e Magogue que se forma no Oriente Médio ... O Direito de Israel e os temas proféticos de nossa era.
noticiario-evangelico.blogspot.com

8 out. 2013 ... O Direito (bíblico) de Israel à Terra Prometida · Quem realmente deu a Bíblia ao .. . O Direito de Israel e os temas proféticos de nossa era.
noticiario-evangelico.blogspot.com

15 maio 2010 ... O Primeiro-Ministro de Israel recorreu, na última quarta-feira, à Bíblia para reafirmar o direito do seu país a Jerusalém, cidade disputada por ...
noticiario-evangelico.blogspot.com

9 nov. 2011 ... Algumas notícias revelam o desprezo que Israel nutre pelo nome de .... Marcadores: Direito de Israel, Gogue e Magogue, Israel, O Pecado de ...
culturaevangelica.blogspot.com

28 maio 2012 ... É justamente esse o respaldo da nação israelense: a promessa da .... Marcadores: Cronologia Bíblica, Direito Bíblico, Direito de Israel...
mensagembiblicadiaria.blogspot.com


6 mar. 2012 ... O Direito de Israel à Terra Prometida é o único registrado nas Escrituras Sagradas e, por isso, contará com a ajuda divina para restabelecer ...
mensagembiblicadiaria.blogspot.com







Visite: Mensagens Bíblicas do Livro de Apocalipse, Notíciário Gospel, Bíblias Eletrônicas Free, Estudos Bíblicos

10+ do Mês no Noticiário Evangélico

Posts Comentados Evangélicos no Mundo Israel Igreja Perseguida evangelização Nacionais Pastores Homossexualismo Evangelho no Mundo Testemunhos Boletim de Ocorrências Evangelismo Islamismo Lançamentos Fim dos Tempos intolerância religiosa contribuição evangélica Fim do Mundo Conflito árabe-israelense Oriente Médio Tempo do Fim muçulmanos Apocalipse Desempenho Evangélico leis apostasia Notícias de Israel Islã Fim dos Dias Eventos anticristo homofobia UniãoNet Bancada Evangelica Homofobia X Liberdade de Expressão TRIBUNAIS Política Fim da Igreja Convertidos Conversões Crimes Heresias Tragédias Arrebatamento Ciência Falsas Doutrinas Falsas Religiões Lei Anti-Homofobia sinais dos tempos Arqueologia Ateísmo Filme Grande Tribulação Ciência e Tecnologia Gospel Music Tribulação Direito de Israel ecumenismo Catolicismo PLC 122/06 Acidentes Degradação Moral Restauração de Israel conversão Bíblia X Apostasia Alerta Bíblico Doutrina ICAR IURD Jerusalém Perversão das Leis Casamento Desvarios das Leis Kit Gay Abominações Governo Mundial ONU Terrorismo Discriminação Educação Sexual Gogue e Magogue Ocorrências Polícia Satanismo anticristos Arca de Noé Drogas Política e Religião Seitas Teologia da Prosperidade Comentários Bíblicos Evangelização em Israel Filme Evangélico Livro fé evangélica Bíblia Cartilha Homossexualizante Criacionismo Fanatismo Religioso Sexo Crise Financeira Desvio de Comportamento Ensino Religioso nas Escolas Mídias Homossexualizantes cultura evangélica curiosidades Justiça dos homens X Justiça de Deus Política versus Evangelho SEMANÁRIO EVANGÉLICOS NO MUNDO Sociedade Bíblica do Brasil - SBB Vaticano meditação bíblica 2012 Antisemitismo Doença Espiritual Ferramentas do Evangelho Kit Promiscuidade Liberdade Religiosa Liberdade da Crença Microchips Nova Ordem Mundial Pastortos Pecado Pornografia STF Santificação religiões unidas Alerta Evangélico Direitos Humanos GLS Pedofilia Profecias Maias ecumênico rainha das religiões Ambiente Idolatria Maçonaria Mordaça Gay Novidades da Informatica Terremotos Tribunais de Inquisição Acordo de Paz Arrependimento Bíblia na China Edificação Espiritual Exportando fé GLBT Habeas Corpus Lutero Nova Era ORU Operação do Erro Processo de Paz Protestante Protestantismo Qumran Softwares evangélicos curiosidades bíblicas restauração sentença divina Abaixo Assinado Agentes do Engano Arca da Aliança Arrebatômetro Calendário Judaico Disciplinando os Filhos Divórcio Evangélicos X Carnaval Judeus Messiânicos Ocultismo: Invasão Silenciosa Programa Brasil sem Homofobia Queda Espiritual Símbolos Pagãos Virgindade besta bússola dourada obra de Deus AH1N1 Adoção Anjo Caído Castidade Deísmo Diabo ECA Megaterremoto PNDH3 Pestes Prêmio Nobel da Paz STJ apóstolos
There was an error in this gadget